Google+ Followers

Total de visualizações de página

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto
"Artes" da Vânia
Amo artesanato!
Ensino e aprendo, pois no artesanato sempre tem novidades... Faço alguma coisa aqui, outra ali, e quero dividir meu trabalho e meu conhecimento com todos que quiserem.
Docinhos modelados, biscuit, prata boliviana, vela, latonagem, arte francesa, craquelê, arte com pedras, decoupagens de diversos tipos, pintura em telhas, decoupage em telhas, caixas para presentes, fuxico, topiaria, pátina, pintura mesclada, meia de seda, painel de e.v.a, lembrancinhas de e.v.a(emborrachado), alfabetário e vogais, trabalhos diversos para escolas (tudo em e.v.a) reciclados, caixa com textura...
Um grande bjo no coração.
Visualizar meu perfil completo

Minha lista de blogs

7/24/2010

Poesias para o papai

Pai...
Pai, olho tuas mãos,
Elas são importantes na construção de teus filhos;
Que elas saibam ser firmes no orientar,
Serenas no amparar;
Que elas não fujam ao dever de punir,
E não se aviltem por agredir...

Tuas mãos, pai,
Devem ser o exemplo do teu trabalho
E que não se abram apenas materialmente,
Que isso é um modo de fechar a consciência,
Mas que, ao abri-las estejas abrindo muito mais
O teu coração e a tua compreensão...

Teus olhos, pai, que responsabilidade eles têm,
Que eles vejam as qualidades de teus filhos,
Por pequenas que sejam, para que as faças crescer,
Mas que não deixem de ver os defeitos e as falhas,
Porque pode ser teu o dever de corrigi-las...

Não te consideres, pai, sem defeitos,
Mas que isso não te desobrigues
Da perfeição de ensinares o que sabes certo,
Ainda que tu mesmo tenha dificuldade em segui-lo,
Mais importante do que conseguí-lo,
Sem dúvida será lutar por ele.

Pai, o que se quer de ti,
É que pai sejas,
No conceber por amor,
No receber por amor,
No renunciar por amor,
No amor total dos filhos que,
sem teu amor,
perderão o significado da própria vida.

Pai, estás presente no sangue,
Na herança biológica,
Na cor, no nome, na língua,
Tudo isso, porém, desaparecerá
Senão te fizeres presente no coração.


Poema De Dia Dos Pais

MEU PAI
Tenho chamo...
sei que me ouves onde estas.
mas não consigo ouvir sua voz
te busco... não te encontro.
sei que estas do meu lado...não posso te ver
só essa dor infinda no peito....
essa saudades que dói...machuca.
ah!!!! MEU PAI, como queria você aqui comigo.
sentiria seu braço forte a me amparar
como quando criança...me protegia
me guardava de todas as dores.
hoje sofro só, você não esta mais aqui comigo
me amparando , me dando forças pra viver.
sem você fico perdida desprotegida.
isso penso eu ... meu pai
sei que de onde estas cuida e zela por mim.
continuo sendo sua menina mimada
a luz dos seus olhos.
Deus só deu a mim para você
e como filha única sempre mimada.
hoje não tenho quem me mime mais.
aprendi a me defender sozinha e lutar
cresci MEU PAI aqui estou
deixando para você todo meu carinho...meu amor...
eu te amo.
sempre estarás comigo e no meu coração
nas minhas lembranças...
ENEISA



Poema De Dia Dos Pais

Ser pai
é acima de tudo, não esperar recompensas.
Mas ficar feliz caso e quando cheguem.
É saber fazer o necessário por cima e por dentro da incompreensão.
É aprender a tolerância com os demais e exercitar a dura intolerância
(mas compreensão) com os próprios erros.

Ser pai
é aprender errando, a hora de falar e de calar.
É contentar-se em ser reserva, coadjuvante,
deixado para depois. Mas jamais falar no momento preciso.
É ter a coragem de ir adiante, tanto para a vida quanto para a morte.
É viver as fraquezas que depois corrigirá no filho, fazendo-se forte em
nome dele e de tudo o que terá de viver para compreender e enfrentar.
Ser pai
é aprender a ser contestado mesmo quando no auge da lucidez. É esperar.
É saber que experiência só adianta para quem a tem, e só se tem vivendo.
Portanto, é agüentar a dor de ver os filhos passarem
pelos sofrimentos necessários,
buscando protegê-los sem que percebam,
para que consigam descobrir os próprios caminhos. 
Ser pai
é saber e calar. Fazer e guardar. Dizer e não insistir.
Falar e dizer. Dosar e controlar-se. Dirigir sem demonstrar.
É ver dor, sofrimento, vício, queda e tocaia, jamais transferindo aos filhos o que,
a alma, lhe corrói. Ser pai é ser bom sem ser fraco. É jamais transferir aos filhos
a quota de sua imperfeição, o seu lado fraco, desvalido e órfão.
Ser pai
é aprender a ser ultrapassado, mesmo lutando para se renovar.
É compreender sem demonstrar, e esperar o tempo de colher,
ainda que não seja em vida.
Ser pai é aprender a sufocar a necessidade de afago e compreensão.
Mas ir às lágrimas quando chegam.
Ser pai
é saber ir-se apagando à medida em que mais nítido
se faz na personalidade do filho,
sempre como influência, jamais como imposição.
É saber ser herói na infância, exemplo na juventude
e amizade na idade adulta do filho.
É saber brincar e zangar-se. É formar sem modelar, ajudar sem cobrar,
ensinar sem o demonstrar, sofrer sem contagiar, amar sem receber. 
Ser pai
é saber receber raiva, incompreensão, antagonismo, atraso mental, inveja,
projeção de sentimentos negativos, ódios passageiros, revolta, desilusão
e a tudo responder com capacidade de prosseguir sem ofender;
de insistir sem mediação, certeza, porto, balanço, arrimo, ponte,
mão que abre a gaiola, amor que não prende, fundamento, enigma, pacificação.
Ser pai
é atingir o máximo de angústia no máximo de silêncio.
O máximo de convivência no máximo de solidão.
É, enfim, colher a vitória exatamente quando percebe que o filho
a quem ajudou a crescer já, dele, não necessita para viver.
É quem se anula na obra que realizou e sorri, sereno,
por tudo haver feito para deixar de ser importante.

0 comentários:

 
2009 Template Bucólico|Templates e Acessórios